Cirurgias Combinadas.


Várias pacientes quando me procuram têm a mesma dúvida: é possível fazer mais de um procedimento de uma vez?


E a minha resposta é sempre a mesma: depende. Depende de que procedimentos estamos falando, como está a saúde da paciente e o tempo necessário para a realização de cada um dos procedimentos.


Mas vamos com calma... antes de tudo é preciso esclarecer que cirurgias combinadas são bastantes comuns. Em geral, a combinação de diferentes procedimentos traz benefícios aos pacientes, uma vez que um único período de operação e internação será necessário, assim como o processo de recuperação.


Para a realização de cirurgias combinadas parto do princípio de que ambos os procedimentos não podem exceder um porte médio de complexidade. Isso significa que o tempo de cirurgia não pode exceder a duração máxima de 6/7 horas.


Isso porque é difícil manter a qualidade e a segurança dos procedimentos numa associação de três cirurgias longas, por exemplo. A combinação de três operações longas, ainda que num primeiro momento represente uma facilidade para o paciente, não é a escolha mais segura para a saúde do mesmo, justamente pelo tempo cirúrgico necessário.


Nos casos em que a cirurgia combinada não é indicada pela complexidade dos procedimentos envolvidos, costumo indicar a possibilidade da cirurgia estagiada. Essa é uma opção em que várias áreas são tratadas e a segurança e saúde da paciente se mantém como prioridade. Nos meus vários anos de experiência essa é uma proposta que atende igualmente as necessidades.


Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre o assunto? Aproveita e comenta aqui na publicação.

Posts Recentes